Ir para conteúdo

Arquivado

Este tópico foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Kat

OOPS!... Há 18 anos 'atrás', era lançado o segundo álbum de estúdio de Britney, sendo um de seus discos mais vendidos.

156 posts neste tópico

Posts Recomendados

Resultado de imagem para britney spears oops i did it again

 

Oops!...I Did It Again é o segundo álbum de estúdio da artista musical estadunidense Britney Spears. O álbum foi lançado no dia 16 de maio de 2000 pela gravadora Jive Records, e atingiu a primeira posição das paradas musicais nos Estados Unidos, depois de vender 1,319,193 cópias na primeira semana. Apenas no primeiro dia de vendas, foram vendidas 539 mil cópias, esgotando os estoques de todas as lojas. De acordo com a Nielsen SoundScan, o álbum é o segundo mais vendido na primeira semana por uma artista feminina (perdendo para o '25' de Adele), proclamando Spears como a cantora que vende discos mais rapidamente nos Estados Unidos. O álbum contém a primeira canção que leva os créditos de Spears como compositora, "Dear Diary". Este foi o seu segundo e último álbum a receber um certificado de diamante do Recording Industry Association of America (RIAA). Oops!...I Did It Again vendeu mais de 25 milhões de cópias desde o seu lançamento original, figurando como o segundo melhor desempenho de vendas na carreira da cantora.

 

O álbum incorpora um estilo de música que incorpora o teen pop, dance pop e o pop, derivados de seu álbum anterior, ...Baby One More Time, com algumas músicas no estilo R&B. Contribuíram para o álbum uma série de produtores, sendo que a maioria já esteve no álbum, como Max Martin, Rami Yacoub e Jörgen Elofsson, mas teve diversos produtores novos, como Rodney Jerkins e Robert Lange.

O álbum rendeu seis singles. "Oops!...I Did It Again" foi o maior sucesso do álbum, alcançando o número um em mais de 20 países e é um dos singles mais vendidos de todos os tempos com cerca de 7 milhões de cópias. "Lucky" teve um sucesso moderado, alcançando o número um em cerca de 5 países e entrando nos Tops 10, 20 e 30 em mais de dez países. "Stronger" teve um desempenho similar a Lucky, mas ficou conhecida pela sua batida, entrou no Top 15 em mais de dez países, tendo sucesso maior na América do Sul e na Europa, e foi o single mais vendido do álbum nos Estados Unidos, com cerca de 500 mil unidades, recebendo uma certificação de ouro. "Don't Let Me Be the Last to Know" não teve um bom desempenho como os singles anteriores, mas entrou no Top 40 em mais de dez países. "You Got It All" recebeu um lançamento promocional na França, assim como "Girl in the Mirror", que recebeu um lançamento promocional no Japão.

 

 

SINGLES

 

"Oops!...I Did It Again" foi lançada como o primeiro single do álbum a 27 de março de 2000, e foi o maior sucesso do álbum, alcançando o número um em mais de dez países. O famoso videoclipe foi dirigido por Nigel Dick, e mostra Spears como a rainha de Marte dançando, cantando e recebendo um presente de um astronauta. O vídeo atingiu o número um em diversas estações musicais, como a MTV e o programa TVZ, do canal Multishow.

 

"You Got It All" foi lançado como o single promocional do álbum a 16 de maio de 2000 na França, e é um cover da canção de The Jets.

 

"When Your Eyes Say It" foi lançado como o segundo single promocional do álbum no Japão, eventualmente seria lançado como quarto single do CD.

 

"Lucky" foi lançada como o segundo single do álbum a 8 de agosto de 2000, e obteve um sucesso comercial moderado, alcançando o número um em cerca de cinco países. O videoclipe foi dirigido por Dave Meyers, e mostra Spears interpretando duas personagens: Uma estrela de sucesso e seu lado solitário.

 

"Stronger" foi lançada como o terceiro single do álbum a 13 de novembro de 2000, e teve um grande sucesso nas paradas da Europa e da América do Sul. O futurístico videoclipe foi dirigido por Joseph Kahn, e mostra Spears descobrindo que está sendo traída numa festa e dirigindo um carro, e tem cenas intercaladas de Spears dançando numa cadeira cinza que se transforma uma bengala.

 

"Don't Let Me Be the Last to Know" foi lançado como o quarto e o último single do álbum a 5 de janeiro de 2001, e não obteve um bom desempenho comercial em relação a seus singles anteriores. O videoclipe foi dirigido por Herb Ritts, e causou polêmica nos bastidores por ter conteúdo sexualmente explícito, que foi apagado a pedido da mãe de Spears e que está no DVD Greatest Hits: My Prerogative. O vídeo também contem um beijo entre Spears e seu namorado fictício, e o então namorado de Spears, Justin Timberlake, ficou ofendido com o beijo.

 

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

PROMOÇÃO

 

No final de 1999, Spears promoveu seu próximo álbum na Europa, com performances ao vivo de suas músicas anteriores. Ela apareceu no Smash Hits, no Reino Unido. Na Itália, ela fez uma pequena entrevista no programa TRL Itália no início de 2000 e fez uma performance surpresa em Paris em Maio de 2000. Na Austrália, Spears apareceu nos programas On The House of Hits e Russell Gilbert Live no dia 13 de maio. Na Espanha, ela deu uma entrevista no El Rayo em 8 de setembro e 24 de outubro. Spears se apresentou em locais de grandes dimensões no Reino Unido, incluindo Birmingham, The Wembley Arena, em Londres, e no Manchester Evening News Arena. Ela foi acompanhada pela banda 'N Sync, que excursionou com sua curta temporada no Reino Unido em outubro de 2000.

 

 

 

 

 

Nos EUA, Spears apareceu no Saturday Night Live em 13 de maio, The Rosie O'Donnell Show no dia 15 de maio, e no 25 Under 25 na seção Teen People, da revista People em 26 de maio. Em 10 de maio, ela foi entrevistada no Late Night with Conan O'Brien. Em 13 de maio, Spears foi a anfitriã e convidada musical no programa da NBC, Saturday Night Live. Ela também se apresentou no The Tonight Show with Jay Leno da NBC em 23 de maio. Spears também apresentou uma audição no programa TRL, "Britney's First Listen", em 16 de maio, e foi bis a chegada de seu álbum no TRL, que começou às 15:30. Em 14 de maio, ela estava no Times Square Studios em duas horas de "Britney Live", que começou às 12 horas. Spears cantou "Oops!...I Did It Again" no "All Access: Backstage with Britney", da MTV, que foi transmitido em 19 de julho de 2000. Em 7 de setembro, Spears se apresentou com uma performance memorável no MTV Video Music Awards 2000, em Nova York, no Radio City Music Hall. A performance incluía um cover do single e hit de 1965 da banda The Rolling Stones, "(I Can't Get No) Satisfaction", na qual Spears incluiu no álbum e seu próprio hit, "Oops!...I Did It Again". Enquanto ela começou sua segmento em um terno preto, ela chocou o público e a imprensa quando, Spears com apenas dezoito anos, arrancou para mostrar, uma roupa de palco cor de carne reveladora com centenas de cristais Swarovski estrategicamente colocados em seu corpo, parecido com o vídeo de "Toxic", no qual Spears estava com diamantes estrategicamente colocados em seu corpo.

 

 

 

 

Um mês antes do lançamento do álbum, Britney foi para o Havaí no domingo de Páscoa, para que ela pudesse gravar um especial de televisão transmitido pela Fox, intitulado Britney Spears in Havaí. O show gratuito foi iniciado às 6:00 da tarde na praia em frente ao Hilton Hawaiian Village lagoa em Honolulu, Havaí. O concerto da Fox foi planejado para servir como uma prévia do álbum "Oops! ... I Did It Again", que apresentou suas 12 novas canções. Spears estava com um mês de turnê internacional de promoção de apoio Oops!...I Did It Again, e em 2 de maio, ela teve um evento para a imprensa no "Kokusai Tóquio Forum Hall" de Tóquio, e ela fez apresentações em Londres e Havaí. Spears também estava entre os artistas mais esperados na 42º cerimônia do Grammy Awards, que foi ao ar pela CBS às 8 da noite. Ela também era esperada para se apresentar no TRL no mesmo dia do Grammy Awards.

 

 

TURNÊ

 

https://lh4.googleusercontent.com/-T-I__sCtPhU/UaaJxI2NHxI/AAAAAAAAEFA/KudABMWf8p8/s0/-+OOPS.png

 

O álbum foi apoiada pela turnê Oops!...I Did It Again World Tour, que visitou a América do Norte, Europa, e ainda contou uma aparência promocional no Brasil como parte do Rock in Rio 2001 em 18 de janeiro de 2001. Na Crazy 2K Tour, Spears apresentou a canção "Oops!...I Did It Again" e "Don't Let Me Be the Last to Know". Em 24 de junho de 2000, Spears foi destaque em uma campanha publicitária que apareceu na impressa e na televisão para a linha de shampoo Clairol Herbal Essences. Em uma apresentação especial para a Clairol Herbal Essences, Spears gravou sua própria música para a marca chamada "I've Got the Urge to Herbal", que foi apresentada durante 60 segundos em estações de rádio e fez parte de um concerto pré-apresentação em vídeo para 50 cidades em uma turnê de verão de Britney, no qual Herbal Essences foi a patrocinadora da turnê.

 

 

 

SETLIST

 

Bloco 1: Experience

  • "The Britney Spears Experience" (Video Introduction)
  1. "(You Drive Me) Crazy"
  2. "Stronger"
  3. "What U See (Is What U Get)"
  4. "From the Bottom of My Broken Heart"

 

Bloco 2: Love Dance

  • "What Would You Do to Meet Britney?" (Video Interlude)
  1. "Born to Make You Happy"
  2. "Lucky"
  3. "Sometimes"
  4. "Don't Let Me Be The Last To Know"
  • "Meet the Dancers" (Performance Interlude)
  1. "The Beat Goes On"
  2. "Don't Go Knockin' On My Door"
  3. "(I Can't Get No) Satisfaction"

 

Bloco 3: The End of Experience

  • "The Britney Spears Experience II" (Video Interlude)
  1. "...Baby One More Time"
  2. "Oops!...I Did It Again"

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

RECEPÇÃO

 

A resposta crítica inicial para Oops!...I Did It Again foi geralmente favorável. De acordo com a Metacritic, que atribui uma classificação normalizada a cada 100 a opiniões de críticos mainstream, o álbum recebeu uma pontuação de 72, baseando-se em 12 opiniões.

 

David Browne, do Entertainment Weekly, disse que o melhor das pistas minam a crítica, de que todos os pop adolescente é meramente sorrisos alegres e coreografias. Uma série de produtores e escritores, principalmente Max Martin, vala o toque de Tinkertoy do primeiro álbum de Spears e substitui palpitante, as construções de bass-heavy.

 

MTV Ásia deu ao álbum 8 estrelas de avaliação, dizendo: "O álbum tem o título duvidoso, os fãs geralmente sentem que Britney tem melhorado um pouco, e que este é um segundo álbum brilhante. Britney está armada com um olhar mais maduro de estrela pop e experiente, as canções estão mais fortes e mais pop e, claro, a exposição extensiva da mídia". O álbum recebeu críticas positivas dos críticos, resultando em opiniões que são mais positivas do que o álbum anteriores de Spears.

 

Rolling Stone deu ao álbum uma classificação de 3,5, e disse: "O álbum é um queijo pop fantástico, com melhores canções e ganchos de 'N Sync ou Get dos BSB [Backstreet Boys]", e este foi um grande passo a partir da classificação de 2 estrelas que Spears recebeu com seu álbum anterior.

 

Allmusic deu ao álbum uma classificação de 4 estrelas dizendo: "Ele tem a mesma combinação doce e sentimental e baladas carinhosamente berrantes de dance-pop que fez no ...Baby One More Time". 

 

NME relatou (com uma pontuação de 8 em cada 10): "Ela é uma moderna perfeição pop realizado em uma quase forma humana", embora também se refere a ela como um "gênio do mal" e sim cinicamente compara sua música com a droga cetamina que vicia, com base na tendência da droga para limpar a mente do usuário e os processos de pensamento.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hinário sem precedentes. 

Eu amo essa sonoridade pop chiclete adolescente dos dois primeiros álbuns da Britney. É algo que nunca enjoei. E dos álbuns dela acho que o BOMT e o Oops são os que mais ouço hoje em dia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Publicidade

FACEBOOK

×