Ir para conteúdo

Loann

Cantinho do Desabafo

2.914 posts neste tópico

Posts Recomendados

Agora, mel disse:

 

Fala para eles entenderem, pois é um dos netos deles, e faz parte da família.

Ela vai voltar ♥

 

Se ela não aparecer vou mesmo atras dela, eles vão ter que entender 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
16 minutos atrás, Math. disse:

 

 

Eu to achando que algum vizinho pegou ela. Esqueci de comentar mas esses dias ela chegou em casa com cheiro de perfume. Se ela não aparecer daqui pra segunda to com vontade de colocar alguns cartazes aqui no quarteirão, mas meus pais não querem que eu vá atras porque eu já tenho outros 4 gatos, mas eu queira pelo menos saber quem pegou ela, se ela ta bem e não é facil se desprender assim, ela nasceu aqui em casa, vai fazer um ano que to com ela :( 

Pode ser msm :/ mas coloca cartazes sim, se ela ja era sua que diferença faz 1 a mais ou a menos? 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

Ai gente, seguinte. Eu sinto que minha vida tá passando e eu não tô fazendo absolutamente NADA que me deixe feliz de fato. Eu estou ingresso numa faculdade e eu até gosto do curso, mas eu vejo que não é algo com o que eu gostaria de trabalhar na vida. E eu sei que minha vida profissional é reflexo de TODAS as outras coisas que eu quero conquistar, seja agora, seja no futuro. Por tal razão, eu fico desmotivado a fazer qualquer coisa no meu dia, porque me sinto infeliz demais com o que estou construindo agora, porque sei que é uma construção que resultará em algo que não proporcionará a felicidade que busco. Eu queria poder ter dias melhores, sentir que a vida tá passando e eu tô aproveitando cada minuto dela, mas me sinto desmotivado pra tudo. É confuso de explicar como me sinto, mas é isso, só precisava escrever.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

Eu sempre quis trabalhar no ramo do entretenimento, sabe?

 

Eu tinha uma grande fanpage no facebook, com mais de 1 milhão de likes, com minha melhor amiga. A gente tinha uma boa remuneração mensal por divulgação de outras lojas que fazíamos e tal. Esse ano íamos começar a faculdade e decidimos vender a página, encerrando essa fase da nossa vida. Eu pensei que seria algo do qual apenas me orgulharia e me lembraria pro resto da vida, mas foi mais que isso. Eu via que aquilo me fazia bem, e que era muito mais que uma espécie de "trabalho informal". Me trazia alegria. É como se você estivesse fazendo algo que você ama (que é mexer com música, cinema e afins), ser remunerado por isso, o que fazia com que você fizesse viagens, comprasse o que queria, saísse quando pudesse, ajudasse quem necessita com coisas poucas (mas significativas) e por aí ia. Era reflexo de todas as coisas boas que me aconteciam, sabe? E eu só percebi quando abri mão disso. Estou na faculdade e AMO psicologia, do fundo do meu coração, é o curso de graduação que com certeza mais me interessaria. Mas não é com isso que eu quero trabalhar. Eu queria voltar a ter algo no ramo do entretenimento e me sentir feliz como acontecia. Mas já tentei várias vezes subir algo do 0 e não dá certo. Isso reflete MUITO em como estou hoje, desmotivado a tudo, porque sinto que NADA que eu vá fazer profissionalmente (senão isso) vai me satisfazer, e nada valerá a pena se eu não ter meu próprio subsídio. Queria conseguir subir um novo projeto, mas está tão difícil, gente. Está tão difícil.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

estou devendo 900 reais no banco e nao tenho como pagar e estou pagando juros

e é isso. nao durmo há dias remoendo isso 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 minuto atrás, Edinho disse:

 

Eu sempre quis trabalhar no ramo do entretenimento, sabe?

 

Eu tinha uma grande fanpage no facebook, com mais de 1 milhão de likes, com minha melhor amiga. A gente tinha uma boa remuneração mensal por divulgação de outras lojas que fazíamos e tal. Esse ano íamos começar a faculdade e decidimos vender a página, encerrando essa fase da nossa vida. Eu pensei que seria algo do qual apenas me orgulharia e me lembraria pro resto da vida, mas foi mais que isso. Eu via que aquilo me fazia bem, e que era muito mais que uma espécie de "trabalho informal". Me trazia alegria. É como se você estivesse fazendo algo que você ama (que é mexer com música, cinema e afins), ser remunerado por isso, o que fazia com que você fizesse viagens, comprasse o que queria, saísse quando pudesse, ajudasse quem necessita com coisas poucas (mas significativas) e por aí ia. Era reflexo de todas as coisas boas que me aconteciam, sabe? E eu só percebi quando abri mão disso. Estou na faculdade e AMO psicologia, do fundo do meu coração, é o curso de graduação que com certeza mais me interessaria. Mas não é com isso que eu quero trabalhar. Eu queria voltar a ter algo no ramo do entretenimento e me sentir feliz como acontecia. Mas já tentei várias vezes subir algo do 0 e não dá certo. Isso reflete MUITO em como estou hoje, desmotivado a tudo, porque sinto que NADA que eu vá fazer profissionalmente (senão isso) vai me satisfazer, e nada valerá a pena se eu não ter meu próprio subsídio. Queria conseguir subir um novo projeto, mas está tão difícil, gente. Está tão difícil.

olha se vc tiver afim e tiver tempo 

eu estou mto afim de começar alguma página ou algo do tipo 

acho q seria mto bom pra mim 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
45 minutos atrás, peter disse:

olha se vc tiver afim e tiver tempo 

eu estou mto afim de começar alguma página ou algo do tipo 

acho q seria mto bom pra mim 

 

Manda mensagem pra mim

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Publicidade

FACEBOOK

×