Ir para conteúdo

BELMONT

BoxScores — Novidade do BTS - Arrombo em Paris

52.407 posts neste tópico

Posts Recomendados

A Anti Tour é a segunda maior turnê da Rihanna em público e arrecadação, e não sei pq as pessoas dizem que é a turnê flop dela. Só perde pra Diamonds Tour, né?! Vence até a Loud Tour, que é a que todos veneram

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 minutos atrás, MatheusCosta disse:

A Anti Tour é a segunda maior turnê da Rihanna em público e arrecadação, e não sei pq as pessoas dizem que é a turnê flop dela. Só perde pra Diamonds Tour, né?! Vence até a Loud Tour, que é a que todos veneram

Foi flop mesmo, nego

 

Mas ainda rendeu algo como deixar a media superior a 2M graças aos estadios

 

pena que ela cortou a vinda a america latina

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
14 minutos atrás, BELMONT disse:

 

 

KJQyQ4R.jpg

 

Analysis:  Rihanna

 

 

No ano seguinte do lançamento do primeiro álbum Music of the Sun (2005), Rihanna entrou em turnê para promover tanto o debut quanto o segundo álbum lançado oito meses após o primeiro. Feita apenas em teatros e boates, a cantora se apresentou apenas na América do Norte.

Com a explosão do terceiro álbum, a cantora iniciou a turnê de mesmo nome: Gone Girl Gone Bad Tour. O show foi feito em três anos diferentes e passou por seis diferentes regiões do mundo e arrecadou mais de $30 milhões.

No ano seguinte após a conclusão da turnê, foi a vez da Last Girl on Earth Tour para promover o álbum Rated R (2009). O show foi o primeiro da artista dentro dessa década e foi menor que a turnê anterior. Visitou Europa, América do Norte, Oceania e a Ásia para apenas um show em Israel.

Sem pausar para o ano seguinte, Rihanna entrou em uma nova turnê no mesmo ano que concluiu a anterior. Dessa vez para promover o álbum Loud (2010), a artista visitou a América Latina incluindo o Brasil pela primeira vez e um show na terra natal Barbados. Além disso, ela foi apenas para América do Norte e Europa.

 

Após seis anos seguidos em atividade, a cantora parou pela primeira vez em 2012 para lançar o álbum Unapologetic (2012) e o promoveu com a Diamonds Tour no ano seguinte. A turnê marcou como a mais rentável da carreira da artista e segunda com mais shows, somente atrás da Loud Tour. Além de terceira turnê feminina mais rentável do ano e a segunda que mais vendeu ingressos por uma mulher em 2013.

Meses após a conclusão do último show, a cantora junto ao rapper Eminem anunciaram a The Monster Tour, em menção ao hit conjunto dos dois, para três shows em três cidades nos Estados Unidos que mais tarde se tornaram seis, cada uma com uma data extra.

 

Em 2016, Rihanna realizou sua então última turnê até então. Anti Tour passou apenas pela América do Norte em arenas e na maior parte da Europa em estádios.

 

 

kVzhEtC.jpg

 

 

 

 

SzIDQQY.jpg

 

 

A cantora tem maior parte de sua renda vindo de fora da América do Norte. Ao todo, 65% vem do estrangeiro contra 35% da região doméstica. O pico de arrecadação fora da América do Norte foi com a Diamonds Tour onde arrecadou $104 milhões fora da região e a maior porcentagem vem da Good Girl Gone Bad Tour com 87%. Na área doméstica, Anti Tour teve a maior arrecadação da carreira da cantora e também a maior porcentagem, excluindo as duas turnês que não saíram de lá.

 

A região mais rentável da carreira da artista é a Europa com $220 milhões, quase metade da renda total.

 

 

MSJoesm.jpg

 

MV11tBQ.jpg

 

 

 


 

 

gPbCBlg.jpg

 

LOCAIS

 

 

O local que mais arrecadou e também o que mais vendeu ingressos foi a The O2 Arena, London, com 13 shows no total. 10 desses 13 shows foram feito na leg europeia da Loud Tour, o que fez de Rihanna a recordista feminina em número de shows no local para a mesma turnê. Além da arena, outros seis locais arrecadaram mais de $10 milhões. Destaque para seis das dez posições do ranking serem de estádios, cada qual com dois shows.

 

BwQgJKL.jpg

 

 


 

 

9IYh4lO.jpg

 

MAIORES RENDAS E MAIORES PÚBLICOS

 

 

Ao todo, seis shows da cantora arrecadaram mais de $6 milhões. O mais rentável entre todos foi o show solo no Stade de France, Paris, em 2013 que arrecadou quase $6.5 milhões.

 

HcTYqEH.jpg

 

 

 

U2Upzk8.jpg

 

 

O mesmo show em Paris, não é só o mais rentável mas também o de maior comparecimento da carreira da artista. É um dos maiores shows femininos da década ficando atrás apenas de Adele e Taylor Swift.

 

niEmIoc.jpg

 

 


 

 

SUwwnYD.jpg

 

ANO POR ANO

 

 

A cantora esteve em atividade durante os seis primeiros anos de sua carreira até retornar e seu ter seu pico de arrecadação no mesmo ano que foi de $140 milhões em 2013 que também foi o ano de maior vendagem de ingressos.

 

 

xPcaj0i.jpg

 

 

 

Bem pelo menos n é como a fracassada da KP que nem 1kk/show tem... 

  • Haha 1
  • WTF 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Anti Tour

 

•  Manchester:  30,000 + (eles citam que mais de 80,000 pessoas estiveram no estádio no final de semana que a Formation e a Anti se apresentaram, a Beyoncé fez quase 50,000 então ela ficou entre 30-35,000, usei 32,500)

•  Copenhague:  25,000

•  Hamburgo:  30,000

•  Milão:  52,400

•  Lyon:  35,000

•  Barcelona:  15,000

•  Lille:  34,000

•  Praga:  14,000

•  Colônia:  31,000

•  Munique:  41,500

•  Viena:  13,000

•  Zurique:  36,000

•  Bucareste:  40,000

 

 

  • Amei 7
  • Haha 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
45 minutos atrás, BELMONT disse:

Foi flop mesmo, nego

 

Mas ainda rendeu algo como deixar a media superior a 2M graças aos estadios

 

pena que ela cortou a vinda a america latina

morto

mas pq a Anti foi 'apagada' assim? A era foi bem huge, apesar de tudo. A única coisa que eu achei meio preguiçosa foi a produção da turnê, apesar de entender que fazia parte do conceito e tal, eu achei que a produção era muito pobre pra uma artista do porte da Rihanna. Poderia ter feito algo simples, mas sem parecer preguiçoso daquele jeito. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 minutos atrás, MatheusCosta disse:

morto

mas pq a Anti foi 'apagada' assim? A era foi bem huge, apesar de tudo. A única coisa que eu achei meio preguiçosa foi a produção da turnê, apesar de entender que fazia parte do conceito e tal, eu achei que a produção era muito pobre pra uma artista do porte da Rihanna. Poderia ter feito algo simples, mas sem parecer preguiçoso daquele jeito. 

Nem foi huge assim. Work foi smash e Needed Me hitou pra caramba mas o álbum em si foi meio apagado, a era ao todo foi morna. A produção é porca e não é digna de um estádio. Eles pouco se preocuparam com o lado artístico.

 

Mas ela foi muito bagunçada pq começou tudo no ano anterior onde ela ia começar na Europa uma stadium tour em 2015 que cancelou porque o álbum nao tava pronto.

  • Choro 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora

Publicidade

FACEBOOK

×