Ir para conteúdo

Entre para seguir isso  
Henry

Escola oferece curso para quem quer dominar a arte da ascensão social e fisgar marido rico

Posts Recomendados

Não quer mais sair com caras normais e está em busca do sucesso ao lado de homens ricos?, pergunta o site da Escola da Elite. Pois, diz a empresa, apenas sete passos separam qualquer mulher de uma vida de luxo ao lado de um marido milionário.

 

Lançada neste ano, a escola vende um curso online que se propõe a dar um bê-á-bá para quem quer “dominar a arte da ascensão social”. Com aulas de etiqueta e networking, entrega, em vez de um diploma, armas para fazer com que um homem patrocine a vida da interessada.

 

O negócio é parte de uma lista de empreendimentos de Jennifer Lobo, 31, todos voltados para relacionamentos nos quais a profundidade do bolso é um atributo importante. 

 

Autora do livro “Como Conquistar um Homem Rico”, lançou em 2015 o Meu Patrocínio, primeira plataforma brasileira de relacionamentos de tipo “sugar” —nos quais uma pessoa endinheirada (“sugar daddy”) encontra outra que não quer se preocupar com as contas (“sugar baby”).

 

Com mais de 1 milhão de cadastrados, o site promove, na sua opinião, uma relação mutualista: eles querem uma mulher para cortejar, elas querem mimos. As expectativas são abertas, o acordo é feito e não há decepções, diz.

 

Somados aos desgastes do dia a dia, problemas financeiros podem acabar com um casamento. As empresas de Jennifer querem tirar a questão do caminho: de cara, sabe-se que ele cuidará das contas.

 

Para ela, é questão de lógica. Em média, mulheres ganham menos que homens e ainda por cima gastam mais —com cabelo, maquiagem, cremes. “E você quer dividir a conta? Isso é justo?

 

Por R$ 500, as alunas veem vídeos legendados em que Anna fala sobre como conhecer e conquistar um milionário. São sete módulos, com até duas horas de duração cada um.

 

Há módulos que ensinam a mulher a parecer mais elegante gastando pouco (malhe vendo vídeos na internet e escolha bons tecidos em lojas populares), dicas de hobbies (ir à ópera, jogar golfe, colecionar antiguidades) e de finanças (se tiver de escolher entre uma bolsa Chanel e a mensalidade da faculdade, opte pela segunda).

 

Em gerações anteriores, para arrumar uma namorada era comum que eles investissem em flores, poemas, presentes, cartas de amor.

 

“Agora é muito mais cool um homem que não faz nada. E você vai para a cama com ele. Isso é empoderamento da mulher?”, pergunta. “Desculpe, acho muito mais romântico e legal o jeito de antigamente, da época da minha avó.”

 

“Feminismo é poder escolher a vida que se quer, e ter a oportunidade de fazer isso sem ser julgada”, afirma.

 

https://www1.folha.uol.com.br/mpme/2019/04/empresaria-cria-curso-para-quem-quer-fisgar-marido-rico.shtml?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=twfolha

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora
Entre para seguir isso  

Publicidade

FACEBOOK

×