Ir para conteúdo

Entre para seguir isso  
corderexhar

Norte e Nordeste do Brasil na rota de um dos maiores Mega-Tsunamis da história, entenda:

59 posts neste tópico

Posts Recomendados

Um mega Tsunami pode atingir o Norte e Nordeste do Brasil e a Costa Leste dos USA. Um mega tsunami é um raro tsunami com ondas de mais de 100 metros de altura. Deixando de lado alguns grandes tsunamis no Alasca, incluindo aí um de 520 metros de altura, na baia de Lituya.   Mega tsunamis podem atingir alturas de centenas de metros, viajar a 900 km/h ao longo do oceano, potencialmente alcançando 20 km ou mais terra adentro em regiões de plataformas continentais/costas de baixa altitude.

 

O Vulcão CUMBRE VIEJA  pode explodir a qualquer momento e entrar em colapso, como consequência um mega Tsunami pode atingir o Norte e Nordeste do Brasil e a Costa Leste dos USA. Acredita-se que o último mega tsunami que atingiu uma área com população ocorreu há 4.000 anos. Geólogos dizem que tal evento é causado por gigantescos deslocamentos de terra, originados por uma ilha em colapso, por exemplo, em um vasto corpo d’água como um oceano ou um mar.

 

Mega tsunamis podem atingir alturas de centenas de metros, viajar a 900 km/h ao longo do oceano, potencialmente alcançando 20 km ou mais terra adentro em regiões de plataformas continentais/costas de baixa altitude. Em oceanos profundos, um mega tsunami é quase invisível. Move-se em um deslocamento vertical de aproximadamente um metro, com um comprimento de ondas de centenas de quilômetros. Porém, a enorme quantidade de energia dentro deste movimento de gigantesca massa líquida produz uma onda muito mais alta, à medida que a onda se aproxima de águas rasas situadas nas costas litorâneas das plataformas continentais.

 

Terremotos geralmente não produzem tsunamis desta escala, a não ser que eles possam causar um grande deslocamento de terra debaixo d’ água, tipicamente tais tsunamis têm uma altura de dez metros ou menos (seria o caso do Tsunami do Japão em Março de 2011). Deslocamentos de terras que são grandes comparadas à profundidade atingem a água tão rapidamente que a água que foi deslocada não pode se estabelecer antes que as rochas atinjam o fundo. Isto significa que as rochas deslocam a água em velocidade total em todo seu caminho ao fundo. Se o nível da água é profundo, o volume de água deslocado é muito grande e as partes baixas estão sob alta pressão. Isto resulta numa onda que contém grande quantidade de energia.

 

Alguns geólogos acreditam que o maior candidato para a causa do próximo megatsunami é a erupção do VULCÃO CUMBRE VIEJA na ilha de La Palma, nas Ilhas Canárias, na costa oeste da África. Em 1949, uma erupção causou a queda do cume de Cumbre Vieja e fez cair vários metros adentro do Oceano Atlântico. Acredita-se que a causa disto foi causada pela pressão do magma em aquecimento e água vaporizando-se presa dentro da estrutura da ilha, causando um deslocamento da estrutura da ilha.

 

cumbrevieja3.jpg?w=490&ssl=1

 

A velocidade e a amplitude de deslocamento e o tamanho das ondas em caso de colapso do Vulcão Cumbre Vieja na Ilha de La Palma.

 

Durante uma próxima erupção, que estima-se acontecerá em algum tempo nos próximos anos, séculos ou milênios, irá causar um novo deslocamento da ilha, fazendo a metade ocidental, pesando talvez 500 milhões de toneladas, deslocar-se catastroficamente em direção ao fundo do oceano e com isso gerando uma imensa onda em direção ao oeste, ao norte/nordeste do Brasil e à costa leste dos EUA.

 

”Isto irá automaticamente gerar um megatsunami com ondas locais com alturas de centenas de metros”.

 

 Depois que o tsunami cruzar o Atlântico, provavelmente irá gerar uma onda com 10 a 25 metros de altura ao chegar no Caribe e na costa leste da América do Norte várias horas depois (entre oito a dez horas), gerando grandes problemas econômicos e sociais para as populações litorâneas sobreviventes dos países envolvidos e para a economia global como um todo. Enquanto que potencialmente não tão destruidor como um super-vulcão, um mega tsunami seria um desastre sem precedentes em quaisquer regiões em que este evento ocorra.

 

Investigação intensiva na seqüência da catástrofe do tsunami na Indonésia de 26 de dezembro de 2004 mostrou que muitas outras zonas costeiras também estão em perigo de sofrerem impacto de tsunamis. Assim, as costas leste e oeste do Atlântico e na costa do Mediterrâneo, não estão a salvo de maremotos e, portanto, devem ser mais bem protegidas.

 

fonte: 

 

 

 

 

 

  • WTF 5
  • Choro 1
  • Surto 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Agora, Marcus Dantas disse:

A Bahia está salva pelo mapa.

 

Mas isso é fake. Nós estamos sobre a placa sulamericana. Tem nenhuma chance a não ser que a mesma se separe

 

Não tem nada a ver com placas tectônicas, e sim com a atividade do vulcão Cumbre Vieja. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 minuto atrás, Gabss disse:

preguiça de ler, quando é? vou aproveitar pra ir na Europa

Não se pode prever, mas, assim que o vulcão cumbre vieja entrar em erupção, o que é impossível prever, é uma bomba relógio.

  • Choro 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Agora, Marcus Dantas disse:

A Bahia está salva pelo mapa.

 

Mas isso é fake. Nós estamos sobre a placa sulamericana. Tem nenhuma chance a não ser que a mesma se separe

 

 

Na verdade seria causada da mesma forma que esse último que teve com a erupção de um vulcão. Até o fantástico já fez matéria sobre isso na década passada. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
Entre para seguir isso  

Publicidade

FACEBOOK

×