Ir para conteúdo

Entre para seguir isso  
gramich

ENTERRA BRASIL: 41% dos brasileiros são contra aborto mesmo em caso de estupro, diz Datafolha

28 posts neste tópico

Posts Recomendados

e vcs esperam algo diferente desse país? kkkkkk, o país em si tem leis ótimas e pouco conservadoras, mas a população em si continua um lixo conservador, então...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, couture disse:

e vcs esperam algo diferente desse país? kkkkkk, o país em si tem leis ótimas e pouco conservadoras, mas a população em si continua um lixo conservador, então...

Pseudo-consevador ne amor .

Por  debaixo dos panos é  cada coisa que até  o diabo dúvida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Agora, .BernardoD disse:

Pseudo-consevador ne amor .

Por que por debaixo dos panos é  cada coisa que até  o diabo dúvida.

conservador em sociedade amor kkkkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

sempre quem responde isso são homens ou mulheres religiosas

isso deveria ser aprovado por pessoas competentes que pensam nas vitimas e nas mulheres pobres

o resto out, ninguem tem que se meter, quer da pitaco de no seu aborto 

ryFwGMg.gif

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não veem o aborto como questão de saúde pública, como se o fato da sociedade condenar e ser crime fosse suficiente para impedir que acontecesse clandestinamente, sendo que mais uma vez a mulher pobre se expõe a risco de vida e a mulher rica faz na clínica.

 

ryFwGMg.gif

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu sou contra o aborto. A não ser nós casos que já são permitidas. 

Não quer a criança beleza da para a adoção. Eu fui adotada e estou anexando fila de espera para adotar. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso acaba gerando consequências no serviço de aborto legal prestado à vítimas de estupro. Muitos profissionais simplesmente se negam a realizar o procedimento e até constrangem as vítimas. Há duas reportagens interessantes sobre esse assunto:

 

https://azmina.com.br/especiais/o-mito-do-aborto-legal/

https://apublica.org/2014/05/dor-em-dobro-2/

 

"Cerca de 7% dos casos de estupro resultam em gravidez; pela legislação brasileira a vítima dessa violência tem direito a abortar mas 67,4% das mulheres que passaram por esse sofrimento não tiveram acesso ao serviço de aborto legal na rede pública de saúde".

 

Por isso que eu digo que lei apenas não resolve o problema, é preciso modificar a mentalidade das pessoas sobre esse assunto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

Publicidade

FACEBOOK

×