Ir para conteúdo

Angelo Bruno

Membros
  • Total de itens

    10.467
  • Registro em

  • Última visita

3 Seguidores

Sobre Angelo Bruno

Suas Informações

  • Localização
    Rio de Janeiro

Últimos Visitantes

3.114 visualizações
  1. Angelo Bruno

    BoxScores — ANÁLISE: Madonna, a Rainha do Pop

    acho que o show dele vai ter data extra em SP
  2. Angelo Bruno

    Desfile das escolas de samba do RJ e SP

    puts é o carro do Egito de 2018
  3. Eu tô chocado, meu pai foi passar lua de mel na Colômbia no fim de novembro e voltou me mostrando essa música, eu nunca tinha nem ouvido falar desse cara e agora ele tá no Spotify WW.
  4. Angelo Bruno

    Desfile das escolas de samba do RJ e SP

    A Vila ano passado tbm tava jorrando dinheiro do ladrão e deu carta branca pro PB e deu no que deu.
  5. Angelo Bruno

    Desfile das escolas de samba do RJ e SP

    Barracão Ilha
  6. Angelo Bruno

    Desfile das escolas de samba do RJ e SP

    Abre Alas da Vila, SIMPLESMENTE CHOCADO
  7. Angelo Bruno

    Desfile das escolas de samba do RJ e SP

    Gleici vai desfilar no Tuiuti
  8. devem ter morrido de calor, o sol já tá nascendo com uns 32 graus aqui no Rio.
  9. O DJ Alok escolheu o alto do Corcovado, no Rio, para selar sua união com a médica Romana Novais. Em cerimônia reservada no início da manhã desta terça-feira (15), o músico se casou aos pés do Cristo na hora em que o sol nasceu. O Globocop fez imagens do casal saudando a alvorada. Alok e Romana estão juntos desde 2014 – em 2017, ficaram um tempo separados, mas reataram. Em julho de 2018, em viagem na Grécia, o DJ pediu a médica em noivado. https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/01/15/alok-se-casa-ao-nascer-do-sol-aos-pes-do-cristo-redentor-no-rio.ghtml
  10. Crivella: 'As escolas de samba deveriam me retratar como um herói este ano' RIO - O prefeito Marcelo Crivella disse nessa segunda-feira que deverá ter uma nova reunião esta semana para tratar do repasse da subvenção das escolas de samba do Rio. Pelo segundo ano consecutivo, os recursos diretos repassados pelo município foram reduzidos . No caso do Grupo Especial, de R$ 2 milhões em 2017 (autorizados ainda na gestão do ex-prefeito Eduardo Paes) para R$ 1 milhão em 2018 e R$ 500 mil por escola este ano. Ele, no entanto, não deu uma previsão de quando o dinheiro vai estar disponível. Irônico, disse que em meio ao cenário de crise financeira que a prefeitura enfrenta, ele deveria, na realidade ser retratado como um herói na Marquês de Sapucaí, por ainda repassar recursos públicos para a festa. Crivella argumentou que articulou com a Uber para que voltasse a patrocinar o carnaval do Rio, como aconteceu em 2018. A empresa, no entanto, desistiu devido a regras do compliance depois que o deputado Chiquinho da Mangueira, que preside a Mangueira, foi preso na operação Furna da Onça, em novembro, como desdobramento da Lava Jato. A falta de recursos tem interferido na rotina dos barracões. A liberação dos recursos para as escolas só foi autorizada em dezembro, mas nem a primeira parcela foi liberada mesmo faltando menos de dois meses do Carnaval. — Eu que na Sapucaí em 2017 fui considerado traidor, esse ano eu vou sair de herói. Eles jogaram fora o patrocínio que eu consegui. Talvez eles pudessem fazer um enredo: aqui se faz aqui se paga. Nós ajudamos e eles desperdiçaram. Vamos nos reunir com eles para tratar como a prefeitura em um momento de extrema agonia poderá ajudar aqueles que uma vez ajudados jogaram fora a ajuda que receberam — argumentou o prefeito. O prefeito disse que a situação das contas da prefeitura hoje é diferente de anos anteriores. Ele não quis antecipar se nessa reunião poderia ou não aumentar os subsídios. Ele argumentou que em seus dois primeiros anos no governo contou com cerca de R$ 11 bilhões a menos de recursos em comparação a gestão passada. — Durante todos os anos da gestão do ex-prefeito Eduardo Paes, que era carnavalesco, cada escola do Grupo Especial recebeu R$ 1 milhão de subvenção. No último ano, R$ 2 milhões. Quando eu assumo, tinha muitas dívidas a pagar (de financiamento de projetos de infraestrutura construídos para a Olimpíada): foram R$ 1,2 bilhão em 2017 e R$ 1,5 bilhão em 2018. Chamei as escolas e disse: darei R$ 1 milhão e me comprometi a conseguir patrocínio. Viabilizei com a Uber, somando tudo, foram quase R$ 21 milhões — disse o prefeito. https://oglobo.globo.com/rio/crivella-as-escolas-de-samba-deveriam-me-retratar-como-um-heroi-este-ano-23371588
  11. Angelo Bruno

    Desfile das escolas de samba do RJ e SP

    Crivella: 'As escolas de samba deveriam me retratar como um herói este ano' RIO - O prefeito Marcelo Crivella disse nessa segunda-feira que deverá ter uma nova reunião esta semana para tratar do repasse da subvenção das escolas de samba do Rio. Pelo segundo ano consecutivo, os recursos diretos repassados pelo município foram reduzidos . No caso do Grupo Especial, de R$ 2 milhões em 2017 (autorizados ainda na gestão do ex-prefeito Eduardo Paes) para R$ 1 milhão em 2018 e R$ 500 mil por escola este ano. Ele, no entanto, não deu uma previsão de quando o dinheiro vai estar disponível. Irônico, disse que em meio ao cenário de crise financeira que a prefeitura enfrenta, ele deveria, na realidade ser retratado como um herói na Marquês de Sapucaí, por ainda repassar recursos públicos para a festa. Crivella argumentou que articulou com a Uber para que voltasse a patrocinar o carnaval do Rio, como aconteceu em 2018. A empresa, no entanto, desistiu devido a regras do compliance depois que o deputado Chiquinho da Mangueira, que preside a Mangueira, foi preso na operação Furna da Onça, em novembro, como desdobramento da Lava Jato. A falta de recursos tem interferido na rotina dos barracões. A liberação dos recursos para as escolas só foi autorizada em dezembro, mas nem a primeira parcela foi liberada mesmo faltando menos de dois meses do Carnaval. — Eu que na Sapucaí em 2017 fui considerado traidor, esse ano eu vou sair de herói. Eles jogaram fora o patrocínio que eu consegui. Talvez eles pudessem fazer um enredo: aqui se faz aqui se paga. Nós ajudamos e eles desperdiçaram. Vamos nos reunir com eles para tratar como a prefeitura em um momento de extrema agonia poderá ajudar aqueles que uma vez ajudados jogaram fora a ajuda que receberam — argumentou o prefeito. O prefeito disse que a situação das contas da prefeitura hoje é diferente de anos anteriores. Ele não quis antecipar se nessa reunião poderia ou não aumentar os subsídios. Ele argumentou que em seus dois primeiros anos no governo contou com cerca de R$ 11 bilhões a menos de recursos em comparação a gestão passada. — Durante todos os anos da gestão do ex-prefeito Eduardo Paes, que era carnavalesco, cada escola do Grupo Especial recebeu R$ 1 milhão de subvenção. No último ano, R$ 2 milhões. Quando eu assumo, tinha muitas dívidas a pagar (de financiamento de projetos de infraestrutura construídos para a Olimpíada): foram R$ 1,2 bilhão em 2017 e R$ 1,5 bilhão em 2018. Chamei as escolas e disse: darei R$ 1 milhão e me comprometi a conseguir patrocínio. Viabilizei com a Uber, somando tudo, foram quase R$ 21 milhões — disse o prefeito. https://oglobo.globo.com/rio/crivella-as-escolas-de-samba-deveriam-me-retratar-como-um-heroi-este-ano-23371588
  12. Angelo Bruno

    Desfile das escolas de samba do RJ e SP

    Com tripé, efeito e confiança: Alex Neoral fala sobre comissão de frente da Viradouro Ele chegou quando faltavam vinte dias para o Carnaval 2018. Tinha a difícil missão de montar uma comissão de frente na Vila Isabel com ninguém menos que Paulo Barros. A apresentação na Avenida deixou o público com sensação de “esperava mais”, tese confirmada na apuração. Para 2019, o coreógrafo Alex Neoral está pronto para virar a página. O desafio agora é na Viradouro. Novamente com o carnavalesco que contribuiu na criação de antológicas comissões de frente. Em conversa com o SRzd, Neoral falou sobre o projeto que abrirá o desfile da vermelha e branca no domingo de Carnaval, quando a escola será a segunda a desfilar. Ele revelou que a comissão terá tripé e efeito especial no ápice da coreografia, o que, se tratando de um desfile de Paulo Barros, não é surpresa pra ninguém. A chave do sucesso, porém, é o tempo. Exatamente o que ele não teve em 2018. “Tivemos pouco tempo para montar tudo no primeiro Carnaval, vinte dias. Mas vimos uma afinidade de trabalho. Agora, com um ano de estruturação, ficou melhor ainda. O Paulo é muito rápido e objetivo, e a gente está se dando muito bem”, comentou o coreógrafo. O bailarino tem passagens por Imperatriz Leopoldinense, Vila Isabel e Unidos da Tijuca. Fez bastante sucesso na escola de Ramos em 2011 e 2013, nesse último ano ganhou o Prêmio SRzd-Carnaval de melhor comissão de frente. A apresentação trazia bailarinos que abriam flores em um tripé, além da presença de Fafá de Belém com a bandeira do Pará, enredo da Imperatriz na ocasião. Para 2019, quando a agremiação de Niterói leva “Viraviradouro” à Marquês de Sapucaí, Neoral demonstra confiança e acredita que tem os ingredientes necessários para uma receita de sucesso na Quarta-feira de Cinzas. “Estou bem feliz, porque acho que a proposta consegue agregar várias facetas de uma comissão. Ela vai ser dinâmica, teatral e lúdica. É pra criança e adulto. A gente está confiante. Estamos naquela fase que você ensaia e sabe que dará certo. Isso é bem tranquilizante.” No último Carnaval, Neoral, em parceria com Paulo Barros, obteve as notas 9,8/10 /9,7/9,8 no quesito. Ele explicou porque não foi possível corresponder às expectativas do público: “A gente não conseguiu executar a ideia original. Na verdade, eu salvei, de uma certa maneira, a comissão. Cheguei para apagar o fogo. Em vinte dias, você não consegue muita coisa. Mas naquelas circunstâncias, foi o melhor trabalho que poderia ter sido apresentado”.

Publicidade

FACEBOOK

×