Ir para conteúdo

giovanniemanuel

Membros
  • Total de itens

    1.879
  • Registro em

  • Última visita

4 Seguidores

Sobre giovanniemanuel

  • Data de Nascimento 25/08/1990

Suas Informações

  • Localização
    Brasil

Últimos Visitantes

756 visualizações
  1. giovanniemanuel

    UNIV DC Comics — The Kitchen / Joker (DC CRITIC: Supergirl)

    @Edu OSCAR WINNER Bom, vamos a review, Batman de 1989, um filme com muitos erros, mas também com coisas boas a se destacar, esse filme sem o Jack Nicholson jamais teria funcionado, dando uma atuação fantástica para um personagem que anos mais tarde se tornaria um ícone no hall dos grandes vilões, talvez até o maior. Infelizmente não pode se dizer o mesmo do Batman, ao contrário do que acontece em Superman (1978), não há uma boa retratação do herói, talvez mais por culpa do roteiro que a direção escolheu seguir do que pelo trabalho dos atores Efeitos Especiais: talvez para a época não seja um filme com efeitos ruins, porém em comparação ao predecessor dele em super hero movie (Superman) de mais de 10 anos atrás, tinha efeitos até melhores que os desse, muitas soluções dadas para o filme em questão de efeitos, chegam até a ser risíveis, até o uso dos mesmos em cenas de ação é bem fraca. Nota: 1/5 Atuações: Nicholson domina o filme do começo ao fim, o filme poderia muito bem se chamar Joker, já que o filme se concentra totalmente na sua origem, motivação e história, o Batman do Keaton nesse filme está apenas como alegoria pra combater o filme, dá pra considerar analisando melhor que esse é mais um filme de origem do vilão do que do herói em si, Keaton até convence como Batman, mas falha muito como Bruce Wayne, com características longe do personagem nos quadrinhos, mas isso é problema de roteiro, mesmo fora do personagem, a atuação do Keaton é boa, a Kim Basinger (Vicki Vale) também convence bem no seu personagem e tem uma boa atuação, tem cunho investigativo muito melhor que o Alexander Knox que é o repórter, inclusive acho que ela funcionaria super bem como Lois Lane, considerando esse ponto de vista, pena que o roteiro a limite apenas como ser no fim a mulher em perigo pro Batman salvar, o Pat Hingle (Jim Gordon), Robert Wuhl (Alexander Knox), Lee Wallace (Mayor Borg) e até o Billy Dee (Harvey Dent) são apenas alegorias no longa, pra demonstrar que os personagens estão lá e foram levados pro live action, mas eles não tem proposito nenhum, alguns são até esquecidos durante o filme, como o Comissário Gordon, o prefeito só se importa com o festival e não liga a mínima pra cidade e ninguém sabe o que o Harvey Dent faz nesse filme, apenas ficar no telefone, não tem utilidade nenhuma. O trio principal carrega muito filme, mas o elenco de apoio não tem quase utilidade nenhuma no fim das contas, vou levar em conta que os principais carregam o filme do começo ao fim e que o roteiro fraco não ajuda a boa atuação deles, mas os mesmos conseguem fazer um bom trabalho com o que tem. Nota: 4/5. Roteiro: nossa, o roteiro peca muito, muitas falhas de narrativa, não existe uma preocupação na construção do Batman e nem do Bruce, o filme já começa com você tendo a ideia de que ele existe e o conhece, mas depois no ato final quer explicar a origem do Bruce e do herói, uma construção bem confusa ao meu ver. Contrastando com a construção do Coringa que é feita linearmente, tem todo um background antes do Jack se tornar o Coringa e também explica muito as motivações dele, por isso o fato que falei nas atuações que o roteiro soa mais como um filme do Coringa do que do Batman, pois o roteiro é feito pra explicar mais a origem do vilão do que a do herói, a grande subutilização de personagens que somem depois do ato inicial e a enrolação apenas pra mostrar que eles incluíram vários personagens famosos dos quadrinhos nos filmes incomoda, pois mostra como os mesmos não fariam diferença nenhuma a mais ou a menos se tivessem ficado de fora do longa-metragem. Mesmo com um roteiro simples girando basicamente em torno de 3 personagens, há muitas falhas em desenvolver os mesmos, talvez o Burton não quisesse mesmo dar uma construção pro Batman e quis mais desenvolver o Coringa, mas aí não seria muito condizente, como acabou não sendo, o filme tem muitas cenas WTF tipo a do cara morrendo torrado com o aperto de mão, o Bruce andando de boas no meio do tiroteio na primeira aparição do Coringa, os números musicais dentro do filme são muito engraçados e por mais estranhos que sejam, ficam bem dentro do contexto do filme, a cena do último ato com a parada do Coringa é hilária e ótima, pois é algo exatamente do tipo que o vilão faria. Como já pontuei antes, o Coringa é o grande acerto de longe do filme e o Batman fica muito deixado de lado, a ponto de ser um mero coadjuvante, o que eu acho errado, apesar desses problemas e no segundo ato o filme tenha ficado muito enfadonho e chato de acompanhar, com várias cenas desnecessárias como o jantar do Coringa com a Vicki, o último ato convence e melhora o filme em si, mesmo com a solução porca de colocar o Napier como assassino dos pais do Bruce, porém no apanhado geral é muito confuso. Nota: 2/5 Design e Produção: A produção do filme é bem-feita e foda, o uniforme é um dos pontos positivos, bem fiel e bem feito, a ambientação da cidade é muito bem-feita, isso ninguém pode reclamar do trabalho do Tim Burton, Gotham é muito bem retratada, das nuances da cidade até a personalidade de seus habitantes, da relação da polícia com a máfia e da população com o crime, isso é apenas um adendo que quis explorar porque é um dos poucos pontos realmente impecáveis do filme. Tanto que o filme acabou ganhando um Oscar por Direção de Arte. Nota: 5/5 Trilha Sonora: a OST desse filme é bem ambientada na minha opinião, eleva o tom sombrio em algumas partes, não com tanta efetividade dando um nível épico como foi em Superman (78), mas sim ao ponto de convencer ao espectador, as melhores partes da trilha são nos momentos cômicos e que envolvem o Coringa, no começo soam muito estranhos pelo ar dark, mas depois fazem todo o sentido e são na minha opinião as melhores partes em relação aos efeitos sonoros. No geral é uma boa trilha e só. Nota: 3/5 Nota: 3 / 5
  2. Pikachu 170M total no primeiro fds, até que foi bom, já que o buzz tinha diminuido bastante nas últimas semanas
  3. giovanniemanuel

    UNIV DC Comics — The Kitchen / Joker (DC CRITIC: Supergirl)

    amém
  4. giovanniemanuel

    Anitta esgota ingressos para show em Buenos Aires

    pq aí o trocadilho que vc fez com a intenção de ser com a letra de uma música que achava que era do Natiruts funcionaria, só isso mesmo
  5. giovanniemanuel

    Anitta esgota ingressos para show em Buenos Aires

    essa música não é do Chimarruts? rs
  6. giovanniemanuel

    EMERGENCY: Rihanna anuncia lançamento!

    olha, sinceramente, não aguento mais, desisto dessa mulher
  7. E se fossem seguir os livros fielmente, certamente daria mais história pra essas 5 temporadas mesmo, inclusive teria mais politicagem, pois esqueceram muito disso da quarta temporada pra frente, justamente o ponto que D&D assumiram total o roteiro e não tinham mais os livros pra se guiar e que também eles decidiram não se guiar mais pelas histórias paralelas (que tem nos livros e eles preferiram não adaptar) e quanto ao Martin escrever os livros, ele não tem obrigação nenhuma de terminar a história, pois ele não é obrigado a nada, talvez ele tenha desenrolado alguns plots e esteja perto de finalizar o "Ventos", mas não deve ter nada do "Sonho de Primavera", quando ele estiver com cabeça pra poder terminar a série de livros ele vai terminar algum dia, senão, aí só podemos lamentar, de qualquer jeito o universo é muito rico e já tem muitas histórias pra fazer mais outras coisas além da série principal de livros, o livro da história dos Targaryen por exemplo é muito bom e tem tanta história que eu acho mais interessante que muita coisa da história principal da saga.
  8. giovanniemanuel

    UNIV DC Comics — The Kitchen / Joker (DC CRITIC: Supergirl)

    certeza mesmo
  9. giovanniemanuel

    UNIV DC Comics — The Kitchen / Joker (DC CRITIC: Supergirl)

    KFAR felizmente a melhor de longe
  10. giovanniemanuel

    UNIV DC Comics — The Kitchen / Joker (DC CRITIC: Supergirl)

    eu nem vi direito, só por alto algumas picks do NE, que parece que fez um draft bom, não conheço quase nada do universitário, aí fica dificil avaliar, prefiro esperar começar o practice, ver no que vai dar e torcer pra ninguém se machucar até setembro
  11. giovanniemanuel

    UNIV DC Comics — The Kitchen / Joker (DC CRITIC: Supergirl)

    credo, vou parar de aparecer aqui, só levo patada nesse tópico
  12. giovanniemanuel

    UNIV DC Comics — The Kitchen / Joker (DC CRITIC: Supergirl)

    que? parem de misturar as coisas e nem aqui que o cinema é um cu, Pikachu não tem só uma sala
  13. giovanniemanuel

    UNIV DC Comics — The Kitchen / Joker (DC CRITIC: Supergirl)

    é um problema também, pq ficar com um filme 6 meses em cartaz tomando lugar de outro filme é menos problema que um filme tomando mais salas que outros no primeiro mês?
  14. giovanniemanuel

    UNIV DC Comics — The Kitchen / Joker (DC CRITIC: Supergirl)

    o problema não é esse, o problema é que duvido muito que estariam reclamando do filme estar com mais salas se fosse da DC, eu duvido muito, se vcs queriam que Aquaman ficasse infinitamente em cartaz pra poder passar Civil War, imagine se tivessem com um Endgame nas mãos tendo a chance de passar Avatar
  15. giovanniemanuel

    UNIV DC Comics — The Kitchen / Joker (DC CRITIC: Supergirl)

    hmm kk bjus, vcs fingem que é verdade, que eu finjo que acredito

Publicidade

FACEBOOK

×